MARCOS BARBOSA

marcosbarbosa_a Nascido em 1977, formou-se dramaturgo pelo (hoje extinto) Instituto Dragão do Mar de Arte e Indústria Audiovisual do Ceará, na sua cidade natal, Fortaleza, em 1999. Reside hoje na cidade de Salvador, onde é professor do curso de artes e ciências da Faculdade Social da Bahia e aluno de doutorado do Programa de Pesquisa e Pós-graduação em Artes Cénicas da Universidade Federal da Bahia. Barbosa é autor de mais de dez textos, quase todos já encenados. Entre eles destacam-se Braseiro e Minha Irmã (Fortaleza), Auto de Angicos (Salvador) e Quase Nada (Teatro Popular do SESI, São Paulo). Entre as suas obras ainda inéditas estão o resultado prático de sua tese de mestrado (o drama histórico Curral Grande) e a comédia Avental Todo Sujo de Ovo. Trabalhos fora do Brasil incluem a encenação de Quase Nada no âmbito do Intercity Festival (Teatro della Limonaia, Florença, 2004), uma participação na Residência Internacional de Dramaturgia do Royal Court Theatre (Londres, 2003) e a encenação de duas peças (Quase Nada e À Mesa), também no Royal Court Theatre, em 2004. Como tradutor, Barbosa já verteu para o português obras de autores como José Triana, Marius von Meyenburg, Dea Loher e Georges Feydeau, e desenvolve actualmente uma pesquisa voltada para a tradução do verso dramático shakespeareano.

Do autor nos Livrinhos de Teatro:
Conferência de Imprensa e Outras Aldrabices (Nº especial com o texto Brincando nos Campos de Harold Pinter)

Nos Artistas Unidos:
2005 - CONFERÊNCIA DE IMPRENSA E OUTRAS ALDRABICES de Harold Pinter, Antonio Tarantino, Arne Sierens, Antonio Onetti, Davide Enia, Duncan McLean, Enda Walsh, Finn Iunker, Irmãos Presniakov, Jon Fosse, José Maria Vieira Mendes, Jorge Silva Melo, Juan Mayorga, Letizia Russo, Marcos Barbosa, Miguel Castro Caldas, Spiro Scimone, uma canção de Boris Vian e outros ainda, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Nacional D. Maria II).

Teatro da Politécnica

retrato prog RETRATO DE MULHER ÁRABE QUE OLHA O MAR
de 31 de Outubro a 8 de Dezembro
oteatro joaovieira prog VOLTAR A VER O JOÃO (VIEIRA)
de 31 de Outubro a 8 de Dezembro

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.bol.pt, Fnac, Worten, CTT, El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, Serveasy, Pagaqui. Para INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

DO ALTO DA PONTE 2 prog DO ALTO DA PONTE
No Teatro Municipal de Vila Real a 19 de Outubro
No Teatro Municipal de Bragança a 27 de Outubro
Em Ponte de Lima, no Teatro Diogo Bernardes a 3 de Novembro
No Teatro Nacional de S. João de 8 a 25 de Novembro
No Teatro Aveirense a 30 de Novembro
Na Póvoa de Varzim, no Cine-Teatro Garret a 1 de Dezembro
No S. Luiz Teatro Municipal de 10 a 27 de Janeiro de 2019
Em Faro, no Teatro das Figuras a 31 de Janeiro de 2019
No Teatro Municipal de Almada a 9 e 10 de Fevereiro de 2019
Em Setúbal, no Fórum Municipal Luísa Todi a 16 de Fevereiro de 2019
Em Viana do Castelo, no Teatro Municipal Sá de Miranda a 16 de Março de 2019
fernando lemos prog FERNANDO LEMOS. Como, não é retrato?
Em Coimbra, no Caminhos Film Festival, Mini-Auditório Salgado Zenha a 30 de Novembro, às 18h00

EM VOZ ALTA prog EM VOZ ALTA os nossos poetas
a voz dos poetas prog A VOZ DOS POETAS
12 de Novembro Luís Vaz de Camões por Jorge Silva Melo
Biblioteca da Imprensa Nacional (Rua da Escola Politécnica)

Livrinhos de Teatro

assinaturas2019

Assinaturas Livrinhos de Teatro 2019

Assinar »»

Subscrever Newsletter