OWEN MCCAFFERTY

owen_mccaffertyNasceu em 1961, em Belfast, na Irlanda do Norte. A sua peça Cenas do Grande Fresco, estreada em 2003 no National Theatre de Londres, ganhou o John Whiting Award, o Evening Standard's Award e o Meyer-Whitworth Award. Foi a primeira vez que um dramaturgo recebeu os três prémios no mesmo ano. Em 2005, McCafferty adaptou Dias de Vinho e Rosas de J. P. Miller, mantendo apenas o esqueleto do original. As suas peças anteriores (The Waiting List, de 1994, Freefalling, de 1996, Shoot the Crow, de 1997) foram produzidas por companhias independentes de Belfast. Um dos seus trabalhos de maior sucesso é Mojo Mickybo, com uma apresentação altamente física, num estilo que surpreendeu quem seguia o trabalho de McCafferty em Belfast. A peça ganhou vários prémios e foi adaptada ao cinema, em 2004, com o título Mickybo and Me. No National Theatre de Londres, apresentou Writer-on-Attachment (1999), Closing Time (2002), e Scenes from the Big Picture (2003). Em Belfast, fez uma adaptação poética de Ionesco, As Cadeiras (2003), No Place Like Home (2001), e Court Nº 1.Escreveu as peças para rádio, The Elasticity of Supply and Demand e The Law of Diminishing Returns. McCafferty tem sido elogiado por encontrar novas formas de escrever sobre a sua sociedade. Actualmente, está a trabalhar em novas encomendas para o Abbey Theatre de Dublin, o Colonnes Theatre Lab dos Estados Unidos, a Prime Cut Productions de Belfast e o Festival de Belfast. Owen McCafferty é membro da Prime Cut Productions, onde já foram produzidas as suas peças Cold Comfort, a sua versão de Antígona (ambas dirigidas por ele) e Cenas do Grande Fresco. Dirigiu ainda Cinza às Cinzas de Harold Pinter. Shoot the Crow foi produzido no West End em Londres e Dias de Vinho e Rosas foi representada, com grande êxito, em toda a Europa.

Nos Artistas Unidos:
2012 - DIAS DE VINHO E ROSAS de J.P. Miller, versão de Owen McCafferty, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro da Politécnica).

Teatro da Politécnica

retrato prog RETRATO DE MULHER ÁRABE QUE OLHA O MAR
de 31 de Outubro a 8 de Dezembro
oteatro joaovieira prog VOLTAR A VER O JOÃO (VIEIRA)
de 31 de Outubro a 8 de Dezembro

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.bol.pt, Fnac, Worten, CTT, El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, Serveasy, Pagaqui. Para INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

DO ALTO DA PONTE 2 prog DO ALTO DA PONTE
No Teatro Municipal de Bragança a 27 de Outubro
Em Ponte de Lima, no Teatro Diogo Bernardes a 3 de Novembro
No Teatro Nacional de S. João de 8 a 25 de Novembro
No Teatro Aveirense a 30 de Novembro
Na Póvoa de Varzim, no Cine-Teatro Garret a 1 de Dezembro
No S. Luiz Teatro Municipal de 10 a 27 de Janeiro de 2019
Em Faro, no Teatro das Figuras a 31 de Janeiro de 2019
No Teatro Municipal de Almada a 9 e 10 de Fevereiro de 2019
Em Setúbal, no Fórum Municipal Luísa Todi a 16 de Fevereiro de 2019
Em Viana do Castelo, no Teatro Municipal Sá de Miranda a 16 de Março de 2019
fernando lemos prog FERNANDO LEMOS. Como, não é retrato?
Em Coimbra, no Caminhos Film Festival, Mini-Auditório Salgado Zenha a 30 de Novembro, às 18h00

EM VOZ ALTA prog EM VOZ ALTA os nossos poetas
a voz dos poetas prog A VOZ DOS POETAS
12 de Novembro Luís Vaz de Camões por Jorge Silva Melo
Biblioteca da Imprensa Nacional (Rua da Escola Politécnica)

Livrinhos de Teatro

assinaturas2019

Assinaturas Livrinhos de Teatro 2019

Assinar »»

Subscrever Newsletter