AOS QUE NASCEREM DEPOIS DE NÓS - CANÇÕES DO POBRE BB

cancoes_do_bb_a AOS QUE NASCEREM DEPOIS DE NÓS - CANÇÕES DO POBRE BB de Bertolt Brecht
Texto Bertolt Brecht Tradução João Barrento Com Lia Gama , Jorge Palma, Manuel Wiborg, Miguel Borges, Pedro Assis, Bruno Bravo e João Meireles Cenografia e figurinos Rita Lopes Alves assistida por Ana Paula Rocha e José Manuel Reis Direcção cénica Jorge Silva Melo
Construção Fernando Nobre Execução do cenário Equipa Técnica da CTB / TC Luz Pedro Domingos Som Filipe Leite Música Kurt Weill, Bertolt Brecht, Hans Eisler e Jorge Palma Direcção musical Jorge Palma Músicos Carlos Barrento, Greg Moore, Rui Alves e Paulo Gaspar Repetidor João Aboim Produção Isabel Muñoz Cardoso e Luz da Câmara Secretária de produção Helena Barros Adida de imprensa Ivone Costa
Uma co-produção Artistas Unidos / Companhia de Teatro de Braga

Estreia Festival Internacional de Teatro de Almada, 17 de Julho de 1998.

E foi com a curiosidade de ver trabalhar um artista tão sensível e original como o Jorge Palma, de voltar a ter connosco a minha muito querida Lia Gama e a sua enorme inteligência dramática e de meter no barco cinco rapazes dos que de mais perto comigo nestes anos têm trabalhado que parti para este espectáculo que não sei fazer e isso é bom.
[.]
cancoes_do_bb_bMas como voltar a dar a estas canções aquilo que as fez nascer, a rudeza que, com o tempo e as gravações digitais, as orquestrações à Broadway e a sofisticação pequeno-burguesa dos anos 80 foram perdendo? Como voltar a ouvi-las herdeiras de Aristide Bruant e do rumor sanguinolento das canções que nasceram com as batalhas da Comuna de Paris? Foi por isso, para voltar a ouvi-las na sua ingenuidade e grandeza, que colocámos no centro do espectáculo duas músicas do jovem Brecht que à guitarra se acompanhava nas noites de Munique anos 10, imitando Wedekind, escrevendo à Karl Valentin. A Balada do Soldado Morto e o Coral do Grande Baal aí estão no coração da noite de hoje como fonte dessa insubmissão que o som dos anos mais recentes foi lavando com o cor-de-rosa dos sabonetes e o consenso suavemente simbolista das "democracias".
Jorge Silva Melo

Igualmente impecáveis estiveram os músicos. Para Além de Jorge Palma, ao piano e na guitarra eléctrica, o desempenho instrumental esteve a cargo de Carlos Barreto, Rui Alves, Paulo Gaspar, Jacinto Santos e o mentor dos Ena Pá 2000, Manuel João Vieira. E depois... E depois houve Lia Gama. Um Anjo Azul. Josef Von Sterberg, se fosse vivo e estivesse entre a esgotada plateia, havia de pensar estar defronte de uma encarnação de Marlene Dietrich.
João Miguel Tavares
Diário de Notícias, Setembro 1998

Teatro da Politécnica

SNOB NA POLITÉCNICA prog SNOB NA POLITÉCNICA -
Feira do Livro

de 20 a 29 de Junho
prosopopeia prog PROSOPOPEIA
de 28 a 30 de Junho
NADA DE MIM prog NADA DE MIM
de 4 a 21 de Julho

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.bol.pt, Fnac, Worten, CTT, El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, Serveasy, Pagaqui. Para INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

O Teatro da Amante Inglesa prog O TEATRO DA AMANTE INGLESA
Em Setúbal, no Fórum Luísa Todi a 29 de Agosto
EM VOZ ALTA prog EM VOZ ALTA os nossos poetas

Livrinhos de Teatro

capa115

O TEATRO DA AMANTE INGLESA
de Marguerite Duras
Livrinhos de Teatro nº 115 Artistas Unidos/Cotovia

Livraria online »»

Subscrever Newsletter