DANIEL MARTINHO

Daniel Martinho

Tem o curso do Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral e da ESTC. Trabalhou com encenadores como Adolfo Gutkin, Rogério de Carvalho, Luís Miguel Cintra, Carlos Avilez, José Peixoto, Celso Cleto, António Simão Tem trabalhado regularmente com o Teatro Meridional. No cinema participou em filmes de Luís Filipe Rocha, Alain Tanner, Samuel Fuller, Jorge Silva Melo.

Nos Artistas Unidos:
1995 –
ANTÓNIO UM RAPAZ DE LISBOA de Jorge Silva Melo, encenação de Jorge Silva Melo (FCG).
1996 – O FIM OU TENDE MISERICÓRDIA DE NÓS de Jorge Silva Melo, encenação de Jorge Silva Melo (Culturgest).
2000 – O NAVIO DOS NEGROS de Jorge Silva Melo, encenação de Jorge Silva Melo (Culturgest).
2003 – CADA DIA A CADA UM A LIBERDADE E O REINO , montagem de textos de Pedro Marques e Jorge Silva Melo, encenação de Jorge Silva Melo (Sala do Senado da Assembleia da República).
2005 OS ANIMAIS DOMÉSTICOS de Letizia Russo, encenação de Jorge Silva Melo (TNDMII).
2017 – Leitura encenada de TENHO TRINTA ANOS, ESTOU NA CADEIA HÁ QUATRO alguns “Papéis da Prisão” de Luandino Vieira, encenação Jorge Silva Melo (FCG).