DIOGO DÓRIA

Diogo Dório

Estreou-se como actor em 1975 tendo, desde então trabalhado com encenadores como Osório Mateus, Luís Miguel Cintra, Filipe La Féria, José Luis Gómez, Solveig Nordlund, Carlos Fernando, Dominique Ducos, Miguel Guilherme. No cinema participou em filmes de João Botelho, João Canijo, Jorge Silva Melo, Raoul Ruiz, Wim Wenders, Manoel de Oliveira. Dirigiu vários espectáculos nomeadamente com textos de Samuel Beckett, Nathalie Sarraute, Robert Pinget e Almeida Faria.

Nos Artistas Unidos:
2000 VAI VIR ALGUÉM de Jon Fosse, encenação de Solveig Nordlund (A Capital Teatro Paulo Claro); A HIPÓTESE e O INQUISITÓRIO de Robert Pinget (A Capital Teatro Paulo Claro).