HÉLDER BRAZ

Helder Braz

Fez formação no Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral, Chão de Oliva, Câmara de Oeiras e no Centro Dramático de Évora. Trabalhou com Paulo Filipe Monteiro, Alexandre de Sousa, António Fonseca, Margarida Carpinteiro, J. M. Alvim, David Wheller, Luís Varela, Jean François Lapallus, Fernando Mora Ramos, Axél Boosére, Ruy Otero e com os grupos Orquestra Dramática O Bife, Living Theatre, Royal de Luxe, O Bando, Companhia de Teatro O Sonho, GICC – Teatro das Beiras e Pogo Teatro. No cinema participou na curta-metragem É Só Um Minuto de Pedro Caldas.

Nos Artistas Unidos:
1998 É SÓ UM MINUTO, realização de Pedro Caldas (Cinemateca Portuguesa).
1999
NA SELVA DAS CIDADES de Bertolt Brecht, encenação de Jorge Silva Melo (Comuna).
2001 O MEU BLACKIE de Arne Sierens, encenação de Cláudio da Silva (A Capital Teatro Paulo Claro); Seminário DIANTE DOS TEUS OLHOS (A Capital Teatro Paulo Claro).
2018DO ALTO DA PONTE de Arthur Miller, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Viriato).