JOÃO PEDRO MAMEDE

joao_pedro_mamede_1

É diplomado pela ESTC (Teatro, 2013). Iniciou a sua formação teatral na Cena Múltipla, dirigida por Francis Seleck, Pedro D’Orey e Catarina Pé-Curto (2006-2010), onde trabalhou textos de Fernando Pessoa, Karl Valentin e Farid Udi-Din Attar e criações colectivas. Frequentou workshops de Bruno Schiappa, Inês Nogueira, Sílvia Real e Stephan Kaegi, dos Rimini Protokoll. Dirigido por Francis Seleck, estreou, em Março 2011, A 20 de Novembro, de Lars Nóren. Participou em Amadeus de Peter Shaffer, encenação de Tim Carroll no TNDM II e em Do Alto da Ponte de Arthur Miller, encenação de Gonçalo Amorim (TEP) no Teatro da Trindade. Criou com Pedro Sousa Loureiro o espectáculo Playground Session (2012), e fundou OS POSSESSOS com os quais estreou Hansel & Gretel dedicam-se ao futuro em 3 passos (2013).

Nos Artistas Unidos:
2012
A MORTE DE DANTON de Georg Büchner, encenação de Jorge Silva Melo (CCVF /TNDMII).
2013A 20 DE NOVEMBRO de Lars Norén, dirigido por por Francis Seleck; A PAZ de Antonio Tarantino com a colaboração de Jorge Silva Melo (Teatro da Politécnica); SALA VIP de Jorge Silva Melo, encenação Pedro Gil (Culturgest).
2014PUNK ROCK de Simon Stephens, encenação de Pedro Carraca (Teatro da Politécnica); O REGRESSO A CASA de Harold Pinter, encenação de Jorge Silva Melo (TNDMII); RAPSÓDIA BATMAN, Um espectáculo d’Os Possessos (Teatro da Politécnica); CASA PARA DEMOLIÇÃO de Tennessee Williams (Antena 2).
2015OS ACONTECIMENTOS de David Greig, encenação António Simão (Teatro da Politécnica); II – A Mentira, Um espectáculo d’Os Possessos (Teatro da Politécnica); JOGADORES de Pau Miró, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro da Politécnica); O TEMPO de Lluïsa Cunillé, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro da Politécnica); OS ACONTECIMENTOS de David Greig (Antena 2); A NOITE de Lluïsa Cunillé (Antena 2); AINDA NÃO ACABÁMOS COMO SE FOSSE UMA CARTA de Jorge Silva Melo (SLTM).
2016NESTA HORA PRIMEIRA nos 40 anos da Constituição da República Portuguesa de Jorge Silva Melo (Assembleia da República); JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennesse Williams, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro da Politécnica); DIAS INTEIROS NAS ÁRVORES de Marguerite Duras (Antena 2).
2017A ESTUPIDEZ de Rafael Spregelburd, encenação de João Pedro Mamede (Teatro da Politécnica); TENHO TRINTA ANOS, ESTOU NA CADEIA HÁ QUATRO alguns “Papéis da Prisão” de Luandino Vieira, encenação de Jorge Silva Melo (Gulbenkian); NA MARGEM DE LÁ – UM LAMENTO de Jorge Silva Melo (TNDMII); O AVEJÃO de Raúl Brandão (Antena 2).
2018O GRANDE DIA DA BATALHA variações sobre o ALBERGUE NOCTURNO de Máximo Gorki de Jorge Silva Melo (TNDMII).