SOU O VENTO – Pelo Pedro Lima

SOU O VENTO - Pelo Pedro Lima

SOU O VENTO de Jon Fosse, Tradução Pedro Porto Fernandes Com Manuel Wiborg e Rúben Gomes Direcção Jorge Silva Melo

Conversa com Paulo Dentinho, Nuno Artur Silva, Manuel Cavaco, Luís Filipe Borges, Sofia Monteiro Grilo, Rodrigo Francisco e Jorge Silva Melo.

No São Luiz Teatro Municipal, na Sala Bernardo Sassetti a 6 de Setembro às 17h30

“Estamos tristes. Ficaremos tristes. Era nosso amigo, trabalhámos juntos, rimos juntos, pensámos juntos. Foi o Pedro Lima, ator. E não o vamos esquecer.” Jorge Silva Melo organiza uma tarde de homenagem ao actor desaparecido em Junho no São Luiz. Na Sala Bernardo Sassetti, para falarem de Pedro Lima, juntam-se Paulo Dentinho, Nuno Artur Silva, Manuel Cavaco, Luís Filipe Borges, Sofia Monteiro Grilo, Rodrigo Francisco e Jorge Silva Melo, amigos, colegas, gente muito diversa que ele soube unir na vida e nestas lágrimas.

No palco, os atores Rúben Gomes e Manuel Wiborg leem Sou o Vento, de Jon Fosse, peça que Pedro Lima estreou, ao lado de Manuel Wiborg, nesta mesma sala em maio de 2008, quando os Reis da Noruega e também o escritor e dramaturgo norueguês vieram a Lisboa, em visita oficial.

“Agora vamos voltar a lembrar: um homem deixa-se afogar numa viagem de barco com um amigo. Este não consegue salvá-lo, impotente. E o outro desaparece no mar. É um dos mais belos textos sobre a depressão e a nossa cegueira, comovente. E comovente então agora, pensando no Pedro, querido ator. Não o vamos esquecer. E queremos estar juntos, tão diferentes que somos, tão próximos dele como ele quis”.
Jorge Silva Melo.